Os maiores fracassos de bilheteria de 2016

O ano de 2016 foi um ano bastante complicado, em vários sentidos, todas as tragédias e coisas ruins que aconteceram no nosso país, mas temos que acreditar de depois da tempestade vem a bonança…
E como nos estúdios cinematográficos não é diferente, este ano tivemos lançamentos há muito aguardados e que infelizmente decepcionaram de alguma forma, seja porque o trailer foi melhor que o filme, seja porque o filme realmente era ruim mesmo, ou roteiro mal explorado…enfim, muitos filmes para esquecer, e nós do Panda Largo, vamos fazer uma breve retrospectiva de 2016 mostrando alguns dos que foram os piores filmes mais aguardados de 2016!

 

05. Deuses do Egito

É um bom filme..aí você me pergunta: porquê ele está na lista então?
Exatamente porque é só um bom filme, foi anunciado como um blockbuster, atores de nome e uma história até peculiar, pois trata-se da mitologia egípcia, mas não emplacou… muita ação, mas pouco roteiro, falas e piadas previsíveis, e um romance de dar sono, filme para assistir na sessão da tarde.
Orçamento: US$ 140 milhões
Bilheteria nos Estados Unidos: US$ 31,2 milhões
Bilheteria mundialmente: US$ 150,6 milhões

 


04. As Tartarugas Ninja 2: Fora das Sombras

Quando você acha que no primeiro filme depois de todos os desentendimentos entre irmãos já está resolvido, o assunto volta, os vilões queridos do público mas aparecem o filme inteiro sendo que o Krang, tão aguardado aparece só no final, toma um cacete e pronto, repetiu muito do primeiro, não trouxe a aventura que os trailers prometeram. A produtora já se pronunciou sobre o fracasso nas bilheterias e disse que provavelmente não haverá mais continuação…justo agora que tinha tudo pra ficar bom…
Orçamento: US$ 135 milhões
Bilheteria nos Estados Unidos: US$ 82,1 milhões
Bilheteria mundialmente: US$ 245,6 milhões

 


03. Caça Fantasmas

Estou colocando este filme meio a contragosto, apesar dos fatos comprovarem que não teve uma renda boa, mas o filme é muito bom, porém está envolto em uma núvem de (fantasmas) polêmicas… o filme era para ser uma continuação, aonde os atores dos primeiros filmes treinariam uma nova equipe, desta vez, formada por mulheres, porém não fecharam acordo com os atores mais velhos, o ator Bill Murray declarou que não gostaria de voltar a franquia..e depois volto atrás. O Filme em si é formado por um elenco de mulheres que não são muito conhecidas do grande público, com ressalva a alguns nomes como Melissa McCarthy e Chris Hemsworth. Mas como eu disse, o filme é divertido e irreverente, com toda tecnologia que dispomos hoje em relação aos primeiros filmes, foi muito bem aproveitada, mas infelizmente emcabeça nossa terceira posição na lista.
Orçamento: US$ 144 milhões
Bilheteria nos Estados Unidos: US$ 127,7 milhões
Bilheteria mundialmente: US$ 228,4 milhões

 

02. Orgulho e Preconceito e Zumbis

2016 foi um ano arriscado para as comédias independentes – especialmente as comédias de guerra, comédias de espionagens e paródias. Essa ainda nem estreou no Brasil, mas teve uma repercursão muito baixa. Filme baseado no livro de mesmo nome, é uma sátira ao livro de romance Orgulho e Preconceito, e esta sátira acrescenta zumbis como o próprio nome já diz na brincadeira, mas continua sendo um romance… meio comédia… meio terror… meio sem graça…
Orçamento: US$ 28 milhões
Bilheteria nos Estados Unidos: US$ 10,9 milhões
Bilheteria mundialmente: US$ 16,4 milhões

 

01. Ben-Hur

Este foi sem dúvida um grande fracasso de acordo com a produtora, sua divulgação foi imensa e com certeza eles tinham uma estimativa diferente dos números apresentados. O filme é uma refilmagem de um clássico de de mesmo nome de 1959 com o ator Marlon Brando (sem piadinhas), na época um sucesso, mas muito arcáico para os tempo atuais. O filme conta a história do nobre Judah Ben Hur, contemporâneo de Jesus Cristo, é injustamente acusado de traição e condenado à escravidão. Ele sobrevive ao tempo de servidão e descobre que foi enganado por seu próprio irmão, Messala, partindo, então, em busca de vingança.
Orçamento: US$ 100 milhões
Bilheteria nos Estados Unidos: US$ 26,4 milhões
Bilheteria mundialmente: US$ 89,7 milhões

Deus sabe o que faz, eu não.

André Gross

Deus sabe o que faz, eu não.

Deixe uma resposta