5 invenções não tão bem-sucedidas.

Quero começar dizendo que você deve sonhar, deve transformar seus sonhos em realidade (dentro do possível), obviamente uma boa pesquisa de mercado e um protótipo te dirão se realmente algo é viável para o mercado e tão revolucionário quanto você acha que é. Mas não deixe de sonhar.
Porém, iremos falar aqui de grandes invenções que prometiam revolucionar o jeito que vivemos e como nos relacionamos, muitas delas inclusive foram lançadas no mercado, se não fora, ao menos gastaram muita grana com propaganda porque todos um dia desejamos ter um desses! Se você é um Geek, ou um simples fã de Gadgets vai reconhecer alguns elementos aqui apresentados.

Vamos a eles:

 

1 Google Glass

Google Glass

Quem não lembra deste revolucionário aparelho que a Google lançou ha um tempo? Melhor que descrever suas funções, nada melhor que mostrar a própria propaganda demonstrando suas funcionalidades:

Ele seria um facilitador, reduzindo uma série de bugigangas eletronicas, poderiamos ter interações com pessoas longe da gente em tempo real (haja 4G)! Mas não deu certo, vários fatores levaram a isso, o preço de lançamento girava em torno de 1.500 dólares. As primeiras análises do produto apontavam mais problemas do que pontos positivos. Bateria ruim, muitos bugs e funcionalidades estranhas foram alguns dos problemas apontados do Glass.

 

2 – Carro autônomo

Carro Atonomo

Outra grande aporta da marca Google, porém não é só ela que vem trabalhando nisso, mas é a que está mais perto de uma realidade possível. Obviamente ele se encontra em protótipos e em teste no momento, o que demonstrou uma certa preocupação. O problema é a quantidade de acidentes que vem ocorrendo nestes teste, o s veículos do Google já estiveram envolvidos em 15 acidentes desde 2009, incluindo esse último, mas todos foram causados por humanos. 11 foram batidas na traseira. Atualmente, existem 48 carros do Google que dirigem sozinho, incluindo 23 Lexus RX450h e 25 protótipos simpáticos desenhados pela gigante das buscas.
O problema todo está que se um dia este carro entrar em circulação, ou todos deverão seguir o mesmo padrão, deixando apenas os computadores controlar o transito, ou nada feito, pois como humanos estamos sujeitos a erros. Recentemente a Uber está fazendo uma experiência de veículos não tripulados carregando passageiros.

 

3 – TV 3D

TV 3D

A TV 3D pode ser colocada ao lado de novidades como o MiniDisc e o LaserDisc. A teoria é boa, mas a prática deixa a desejar. Prometida como uma grande revolução na maneira como consumimos conteúdo audiovisual em casa, a TV 3D acabou sendo um fiasco de vendas e já pode entrar na lista de tecnologias zumbis. O problema inicial eram os preços extremamente altos (na faixa dos R$ 30 mil) e a falta de conteúdo produzido para este formato. Hoje os preços caíram bastante, mas as emissoras que apostaram na tecnologia, como a BBC, na Inglaterra, e a ESPN, nos Estados Unidos, já anunciaram que não vão mais produzir conteúdo neste formato por conta da falta de interesse da audiência. Ou seja, uma TV 3D sem programação tridimensional nada mais é do que uma televisão normal, mas bem mais cara.

 

4 – Palm

Palmtop

Se tem uma coisa que podemos falar sobre a Palm, empresa de hardware e software no mercado mobile, é que estava no lugar certo, mas na hora errada. Fundada em 1992, a Palm lançou quatro anos depois o PalmPilot, aparelho que ajudou a popularizar o restrito mercado de Personal Digital Assistants (PDA). A ideia de um gadget que concentrava todas as informações do usuário, uma espécie de “assistente” pessoal para as tarefas
do dia a dia, acabou evoluindo e se transformou no onipresente smartphone dos dias de hoje.
Bem que a Palm tentou surfar no mercado dos smartphones com o lançamento da linha Treo, em 2003. Os aparelhos usavam o sistema operacional Palm OS, desenvolvido inicialmente para os PDAs, e apesar de ter sido uma das precursoras do mercado mobile, a Palm não conseguiu competir com os smartphones mais modernos. A empresa foi comprada em 2010 pela HP, que encerrou a fabricação de hardwares da Palm e passou a usar o sistema operacional Palm OS, agora batizado de WebOS, em seus produtos, como o HP TouchPad. Mas isso é uma outra história.

 

5 – AirPods

AirPods

Você deve estar se perguntando “Este cara tem algum problema com os AirPods, não pode ser!” ou “Ele ja falou sobre isso no outro post, vai falar
novamente?” e a resposta pra essas perguntas é: SIM!
Não quero criar polêmica, mesmo sabendo que já crei, mas vejam os objetos acima, e compare com o novo fone da Apple e me digam se tem alguma coisa de comum…honestamente vejo tudo indo para o mesmo caminho, e quero apenas mostrar que talvez isto seja apenas modismo.
Sim, também sei que existem fones Wireless e este não é o primeiro, porém vamos aos fatos:

Como bem havia comentado no outro post, os fones aparecem em uma página da loja online da Apple no Brasil pelo preço de R$ 1.399. Algo muito alto relacionado a um gadget tão simples. O maior problema em relação ao preço também é a facilidade que tem de perder o objeto quando plugado na orelha, um esbarrão, em um lugar movimentado e já era… suas funcionalidades giram em torno de atender o telefone e ouvir música, sua bateria dura em torno de 5 horas, e tudo indica que futuros problemas virão.
Fica o Vídeo que a Tbs fez sobre um futuro, não tão distante…

Deus sabe o que faz, eu não.

André Gross

Deus sabe o que faz, eu não.

2 comentários em “5 invenções não tão bem-sucedidas.

  • 18 de setembro de 2016 em 16:44
    Permalink

    Ahhhhhh.
    Eu gostei do Air Pods, da Tv 3D e curti o Google Glass…
    Seria eu um fã de tecnologias fracassadas?

  • 26 de setembro de 2016 em 09:43
    Permalink

    Na verdade a intenção de todas elas é muito boa…não nego que gostaria de ter todas elas, inclusive outras que nem estão citadas ai, mas entre ser boa e ser funcional tem uma diferença, mas quem sabe no futuro aparece alguma coisa com o mesmo conceito mas melhorada?

Deixe uma resposta