5 empresas que concedem férias sem limites a seus funcionários

Segundo Leni Hidalgo, professora de liderança do Insper, por conta da crise de falta de talentos na Europa e nos Estados Unidos, as empresas desses lugares tendem a conceder benefícios mais flexíveis na tentativa de reter as pessoas, benefícios estes que até deixam com que os funcionários decidam quando e por quanto tempo querem tirar férias, mas essa moda ainda está longe de pegar no Brasil. “Precisaríamos de um nível de avanço tecnológico e de produtividade maiores do que a gente tem aqui”, afirma ela.

férias

Veja abaixo 5 grandes empresas que adotaram esta política de “Liberdade nas férias”:

Netflix

A Netflix foi a primeira grande empresa a adotar essa política que permiti sua equipe a tirar por quanto tempo quiser e quando quiser. Acontece assim na Netflix desde 2002, só não foi adotada para os trabalhadores dos call centers e dos depósitos. Porém, mesmo para os demais, há regras: quem atua no setor financeiro e de contabilidade não pode tirar folga no começo e no fim dos trimestres, por causa do fechamento dos balanços. E quem deseja tirar 30 dias consecutivos precisa da aprovação do RH.

“Os empregados assalariados foram orientados a tirarem o tempo que eles sentiam que era apropriado. Chefes e funcionários foram solicitados a trabalhar nisso uns com os outros”, escreveu Patty McCord, na Harvard Business Review.

netflix-logo

 

Richard Branson

Richard Branson, dono do Virgin Group, adotou a mesma política que a Netflix e disse que se a experiência der certo, ser implementada na Virgin também, pois no momento a política valerá para os empregados de seus escritórios pessoais nos Estados Unidos e no Reino Unido.

richard_branson

 

Evernote

Parece mentira o que eu vou falar agora mas é real, a Evernote não só dá férias a seus funcionários quando eles desejarem, como também pagam para que eles desfrutem dessas folgas, sim, pagam! É pago 1.000,00 dólares para que eles curtam, isso foi adotado pois por mais que houvesse a política de liberdade para tirar folga, muitos funcionários preferiam não folgar e Phil Libin, presidente da empresa, diz que não quer que as pessoas não tirem férias, porque isso simplesmente não é bom para elas, e é ruim para ele, pois o rendimento cai muito para aquelas pessoas que não folgam a muito tempo.

unnamed

 

Valve

“Nós simplesmente dizemos às pessoas que se confiamos nelas para tantas outras decisões, é claro que vamos confiar para gerenciar seu próprio tempo”, disse Gabe Newell, cofundador e presidente da Valve.

Para a Valve controlar o tempo de folga de seus funcionários é algo secundário.

download

 

Motley Fool

Na Motley Fool não há controle algum sobre o tempo de férias de seus funcionários, não há um controle nem mesmo para saber se depois que a política foi adotada houve um aumento ou não do tempo de férias tiradas.

“Eu acho que todo mundo passa por um período de choque no começo. Mas as pessoas se adaptam bem rápido”, disse Matthew Trogdon

The-Motley-Fool

Fonte: Exame

 

Deixe uma resposta